quinta-feira, novembro 09, 2006

Homenagem à leitura

imagem: http://www.flickr.com/photos/gusch/196279681/



Eis que você se depara com aquele monte de páginas cheia de letrinhas...


A grande parte das pessoas já fica com preguiça. Algumas poucas, talvez pela maior experiência no processo, ignoram essa etapa.


O próximo passo é justamente quando você ultrapassa essa primeira barreira e começa a se embrenhar pela selva de parágrafos.


Em pouco tempo, se a estória for boa, aquele mar de letras que antes afastava, agora aprisiona. Você não quer mais largar. É quase como um novo vício, que está consumindo seu tempo. Mas ao invés de fazer mal, irá, na pior das hipóteses, elevar seu espírito.


Mas é notório que a cada dia que passa menos pessoas lêem. "É a correria do dia-a-dia" como se apenas elas tivessem rotinas corridas ou então "prefiro esperar lançar no cinema" como se os filmes fossem melhores que os livros. Não me interpretem errado, não tenho nada contra cinema, mas é inegável que por melhor que sejam as produções e atuações, uma experiência de duas horas não substitue o diálogo com o autor.


Apenas quando se lê um texto é possível entender a fundo a intenção do autor: a escolha das palavras, o ritmo, os detalhes sutis, enfim, a tradução dos sentimentos do autor, assim como a fotografia transmite a forma de ver o mundo do fotógrafo.


Ode ao texto, ódio à preguiça...


2 comentários:

alfajors disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
alfajors disse...

Não há como descrever a "viagem" que a leitura nos proporciona...
Ótimo texto. Disse tudo de maneira clara!

Grato pela exposição da imagem.